segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

na despedida.

no estômago, as borboletas...
na sala, os vaga-lumes...
na garganta, o adeus.


milena bandeira

2 comentários:

projetonulladiessinelinea disse...

Triste, mas bonito. E curto! (eu adoro poemas curtinhos) :)

Abs.

Mil disse...

Obrigada!
Eu gosto de sintetizar coisas e sentimentos, apesar de muitas vezes complexos...

:)