quarta-feira, 13 de outubro de 2010

UM DOMINGO PRO MARCELO (dia 17, 16h, na Artelaria)


deus, os dedos teus não me tocam.
são ilusões os dedos teus, deus.
deus dá-me nada, pois não quero de ti.
tudo dar-me-ei
quando/quanto/como
quiser assim fazer ou negar-me,
tudo da mesma forma, deus.
a Orgia! ela sim me toca.
a Orgia de ti nas cabeças e nas bocas.
a Orgia!
sim, a Orgia!
o excesso de comida, deus
a total falta dela, deus.
o excesso de Amor, deus
a total falta dele, deus.     
o matar-se exageradamente, deus
o manter-se cândido, deus.
a mistura na Orgia!
a mistura de tudo/nada.
e tu não me tocas.


2 comentários:

Talles Azigon disse...

maravilhoso poema tentarei ir dá uma conferida nessa programação

Paty Lopes disse...

Grande!
humanamente poético...

"perdemos pros anjos"
.
.
.

farei o mesmo q o Talles